Energia sexual e espiritualidade

Energia sexual e espiritualidade

A energia sexual ou espiritual são a mesma energia, depende de como você a direciona.

Energia sexual e a espiritual são a mesma energia. Ambas são a Energia da força vital, ou Prana (Índia) ou Chi (China). Energia sexual e espiritualidade Quando esta energia é carregada em nosso corpo no ato de amor, aumentamos nosso acesso a ela.

Para o Tantra, sexo e espírito não são aspectos separados. Muito pelo contrário, o sexo espiritual é uma das maneiras mais simples de fazer com que pessoas comuns experimentem uma conexão mística consigo mesmo(a), seus parceiros, e o divino.

A separação que se faz do corpo, mente e espírito em muitas culturas, é puramente intelectual, psicológica. Esta aproximação ou julgamento tem sido a causa do sofrimento de muita gente, por gerações.

Vivemos numa época em que já é tempo da cura sexual, e isso só é possível através da reunificação da sexualidade com a espiritualidade.

Somos os únicos responsáveis pelo nosso preenchimento e satisfação sexual, bem como por nosso crescimento pessoal e espiritual.

Não importa o quanto “bom de cama” ele ou ela possam ser, se você não se permite abrir totalmente para a energia sexual, você não chegará ao orgasmo extático. A ansiedade e a performance são obstáculos muito fortes para alcançar este estado.

O sexo é um presente divino da natureza e deve ser curtido como algo bastante precioso. Os sábios tântricos foram fundo nesse estudo e desenvolveram grande conhecimento, com técnicas, meditações e exercícios orientando a energia sexual para a saúde. E não só isso. Eles estudaram essa energia como uma porta para a consciência, para o autoconhecimento.

Nós achamos que é hora de compartilhar esse conhecimento com você. Um pouco dele, claro, porque é um estudo muito amplo. Mas esse pouco é suficiente para mudar padrões antigos e fazer você gostar mais de você mesmo.

A energia sexual é o seu melhor remédio – use-a.

O Tantra utiliza a energia sexual, mas não do modo como ela é utilizada aqui no Ocidente. Aqui na nossa cultura ocidental, onde tudo tem que ser feito rapidamente, na maior parte das vezes o sexo é usado para alívio imediato, como fast-food. Claro que o sexo tem esse poder, e dá muito prazer, mas é um desperdício de energia que poderia ser usada para a saúde.

O que o Tantra propõe vai nessa direção. Vai em direção ao domínio e à compreensão dessa energia, para reequilibrar o sistema nervoso e neutralizar os distúrbios que enfraquecem nossa força natural. Seja a dificuldade de ereção ou ejaculação precoce para os homens, seja o enfraquecimento da libido ou anorgasmia, para as mulheres.

Um mergulho necessário

Para recuperar seu equilíbrio natural é preciso se conhecer um pouco mais, aprofundar o seu autoconhecimento, é preciso sair da superficialidade do cotidiano, dos pensamentos circulares – pelo menos por alguns instantes diários – e criar mais espaço interior, arejar a cabeça. Essa é uma das práticas do Tantra. Veja mais em  Práticas tântricas.

  • Compartilhe!