O prazer sexual feminino

Exercícios tântricos podem ajudar nas dificuldades sexuais femininas.

Há décadas, as mulheres não são mais espectadoras de sua sexualidade. Ainda assim, um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, apontou que cerca da metade das brasileiras de todas as idades tenham algum tipo de dificuldade sexual e 5,8% das jovens brasileiras se queixam de falta de libido. E entre as mulheres com mais de 60 anos, quase 20% não têm desejo sexual.

Essas mulheres, que sonham com a satisfação que o sexo proporciona, podem ter o Tantra como grande aliado. As práticas tântricas podem libertá-las dos condicionamentos que conspiram contra o prazer sexual feminino, tornando-as parceiras mais sensuais, resolvidas e mais dispostas a se entregar. Em outras palavras, uma mulher é capaz de atingir, em pouco tempo, o mesmo nível da excitação masculina e ir além, expandindo o seu orgasmo.

Diferente dos tratamentos convencionais, as práticas tântricas trabalham não apenas aspectos psicoemocionais, mas também a mulher como um todo. O que o Tantra faz é ativar a energia sexual, a energia da própria vida. Com a expansão da consciência e a energia ativada, a mulher eleva sua autoestima, torna-se mais integrada com seu corpo e pronta para experimentar novas sensações. Esse autoconhecimento é o que leva o prazer sexual feminino a maiores profundidades.

Feedbacks

rosa entre as coxas  mulherMulheres que praticam ou já praticaram exercícios tântricos, como por exemplo o Ritual do Autoprazer e a masturbação feminina, relatam ótimos resultados com eles. “Sinto-me como se tivesse nascido novamente”, declarou a professora de Yoga, Andréia Mendes, depois de participar de um workshop de Tantra. Para a educadora física, Beatriz Nogueira, o trabalho ajudou-a a se conhecer melhor. “Os padrões negativos que a sociedade e a família me impuseram quando criança foram eliminados. Minha autoestima e confiança aumentaram e dúvidas sobre relacionamentos foram respondidas. Aprendi que o mais importante é ser amorosa e não ficar alimentando os meus medos”, diz.

Outros depoimentos, colhidos em grupos recentes, confirmam a eficácia dos métodos tântricos: “Percebi o quanto me liberei da minha repressão sexual. Sinto-me agora mais mulher e posso compartilhar uma vida sexual mais profunda com o parceiro. Libertei-me de vários traumas e meu desempenho sexual é muito melhor hoje”, avaliou Cristina Berger de Castro, fonoaudióloga.

Ao contrário do que muita gente pensa, o Tantra não está limitado somente às práticas sexuais, mas a todos os aspectos da vida. De qualquer forma, pode ser um excelente caminho para a mulher que pretende ser mais amorosa e feliz.

 

  • Compartilhe!